terça-feira, 24 de outubro de 2017

Acusados de furtar em residência pertencente à empresária de Capinzal têm audiência marcada

Piratuba – Quatro acusados de envolvimento em um furto a residência em 2014 em Piratuba serão ouvidos em audiência marcada para fevereiro do ano que vem no fórum de Capinzal. O juiz Daniel Radünz, em análise da defesa prévia dos acusados, determinou a continuidade da instrução processual, uma vez que as alegações não afastam as razões que justificaram o recebimento da denúncia.

T.S.B.M., P.H.M.M.,   J.C. de O.A., e C.G.M., serão ouvidos no dia 20 de fevereiro de 2018, às 14h30. Eles são acusados de participação em um furto em residência pertencente a uma empresária residente em Capinzal. O imóvel, localizado na avenida 18 de Fevereiro.

Conforme o processo, no dia 21 de agosto de 2014, a Polícia Civil iniciou a investigação do caso. Em depoimento, T.S.B.M., P.H.M.M., e um adolescente teriam confessado o crime, com a participação de J. C. de O. A., e de C.G.M.

Posteriormente a polícia representou por mandados de busca e apreensão, autorizados pela Justiça e realizados no dia 4 de setembro daquele ano. Na casa de C.G.M. foram encontrados objetos furtados da residência. Já na casa de J.C. de O. A. nada de ilícito foi encontrado, entretanto, ele informou que, a pedido de C.G.M., foi até a garagem de um prédio nas imediações, carregou os produtos furtados e levou até a casa de C.G.M.

Ela negou o furto e disse que teria comprado os produtos por R$ 500. Foi presa, mas conseguiu liberdade provisória. Todos foram denunciados pelo Ministério Público por furto qualificado e corrupção de menores.

Fonte: Michel Teixeira


Nenhum comentário:

Postar um comentário