sexta-feira, 15 de junho de 2018

Ministério Público pede afastamento de motorista da prefeitura de Piratuba por suposto assédio sexual

O Ministério Público da comarca, através da ação civil pública ingressada no dia 11 de junho, solicitou em caráter de urgência liminar, o afastamento de um motorista do setor da educação de Piratuba, por pelo menos até a decisão final da ação. Um suposto assédio sexual teria sido denunciado por alunas menores de idade da comunidade de Lageado Mariano.

Depois de ouvir as supostas vítimas, o Ministério Público decidiu denunciar o motorista, que no exercício de suas funções e por diversas vezes, “assediou sexualmente algumas alunas que utilizavam o transporte escolar, solicitando que estas enviassem fotos nuas, vídeos com conteúdo pornográfico, além de ter beijado algumas alunas e mantido relação sexual com pelo menos uma delas”. “O réu agiu de maneira incompatível com sua função”, concluiu o MP.

O pedido foi aceito pelo Juiz de Direito Stefan Moreno Schoeanawa. A partir de agora, o processo terá andamento na 1ª vara da comarca de Capinzal.

O motorista já se encontra afastado da sua função de origem, prestando serviços na secretaria de transportes e infraestrutura rural, conforme consta no próprio despacho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário