terça-feira, 11 de junho de 2019

Vereador Renato Marcelo Markus emite nota de esclarecimento após notificação do Partido Liberal

Na manhã desta segunda-feira (10) a reportagem da Rádio Capinzal recebeu uma nota da Executiva Municipal do Partido Liberal, assinada pelo presidente Bernhard Josef Gratt, a qual informa que o vereador Renato Marcelo Makus não representa mais a sigla.

A justificativa seria o descompromisso e o seu descumprimento dos deveres éticos, expressos no CÓDIGO DE ÉTICA do Partido da República, hoje Partido Liberal.

Essa situação teria sito motivada após a eleição da mesa diretora da Câmara no final do ano passado em que o parlamentar não abriu mão de concorrer o cargo com o colega de bancada, Bruno Michel Fávero.

Na manhã desta terça-feira (11) a reportagem da Rádio Capinzal recebeu uma nota do vereador e presidente da Câmara de Capinzal, Renato Marcelo Markus.

Nota de Esclarecimento

Ontem fui tomado de surpresa pela veiculação de uma nota enviada aos meios de comunicação pelo Partido da Republica hoje PL, sobre uma notificação de desligamento onde o partido informa "não ter mais interesse na minha permanência como filiado".

Esclareço que até a data da veiculação desta notícia eu ainda não havia recebido tal notificação, que após a publicação fui informado que o documento teria sido enviado através do serviço dos Correios. Na tarde de ontem fui até a agência em busca deste documento.

A forma escolhida para entrega da notificação me causou indignação, pois resido na cidade, tenho endereço fixo e telefones para contato, mas em momento algum fui chamado pelo Partido ou recebi telefonema.

Para que possa me manifestar de forma oficial preciso de mais informações, pois na notificação consta que estou sendo desligado do Partido por "descumprimento de deveres éticos" sem uma justificativa plausível ou um documento legal que comprove a decisão da maioria dos membros do Partido e da Comissão de Ética.

Portanto hoje estarei protocolando o requerimento destas informações.

Cópia da ata que ensejou o conteúdo da notificação;
Fatos que demonstram o descompromisso e descumprimento do signatário aos deveres éticos expressados no Código de Ética;
Cópia da ata da Constituição da Comissão Ética;
Cópia de ou das atas de decisões do Partido em que este signatário eventualmente violou;
Cópia da representação que originou a presente notificação;
Depois de receber tais documentos e analisá-los voltarei a me pronunciar.

Agradeço a compreensão de todos e encerro dizendo que:

Ética dentro de um Partido Político é buscar sempre o seu fortalecimento e lutar pelos interesses coletivos e não pessoais.

Atenciosamente, Renato Marcelo Markus.

Fonte: Rádio Capinzal


Nenhum comentário:

Postar um comentário