quinta-feira, 4 de julho de 2019

Vereador Celsinho apresenta “Moção de Apelo” para CELESC melhorar redes elétricas rurais

Através de uma “Moção de Apelo”, o vereador Jose Celso da Silva (PDT), solicitou a CELESC que inclua Piratuba no programa de melhorias da rede elétrica do oeste catarinense. O governo do Estado apresentou o projeto no dia 29.

“Em nosso município, há vários anos, temos enfrentado problemas com a rede elétrica. Em épocas de chuvas ou temporais, nossas comunidades do interior sofrem com as quedas de luz. As redes são muito antigas, inclusive algumas delas pagas pelos agricultores que em seguida doaram para a CELESC”, explicou Celsinho. Muitas dessas redes possuem o padrão monofásico. As propriedades evoluíram e hoje possuem equipamentos modernos que necessitam uma rede trifásica. “Posso dar o exemplo dos produtores de leite que hoje utilizam equipamentos para tirar leite e armazenar. As quedas de energia geram prejuízos para essa importante atividade econômica de Piratuba”, apontou.

O vereador Evelasio Vieira (MDB), que também é agricultor, apoiou a iniciativa. “Realmente a questão é complicada. Além dos produtores de leite, os criadores de franco também sofrem com as quedas de luz. Além disso, parece que custo da energia monofásica acaba sendo mais cara que a trifásica”, lamenta.

O vereador Alcides Gomes (MDB) lembrou da situação dos moradores da região de Linha Divisa e Nova Beleza, em que a CELESC registra a conta de luz na cidade de Capinzal. “Aproveitando, precisamos tomar uma providência de acertar essa questão. Nossos munícipes precisam ir a Capinzal quando há algum problema para ser resolvido”, explicou.

A vereadora Claudia Port Jung Também registrou a situação de limpeza nas proximidades da rede. “A conta da minha luz é um exemplo. Ela fica em Capinzal. Pago imposto para o município de Capinzal e acho isso injusto. Mas quero lembrar também a limpeza por baixo das redes. Ela deve ser feita por pessoas preparadas para esse serviço e frequentemente ouvimos que ela não é feira adequadamente e acarreta problemas que causam a falta de luz”, pontuou.

De acordo com site da empresa CELESC, na região de Concórdia, essa primeira etapa não inclui Piratuba.

Saiba mais
A primeira etapa do Programa terá início no segundo semestre de 2019, serão instalados quase 400 km de redes trifásicas. Deste total, cerca de 200km serão instalados em 47 municípios da região Oeste, na área de abrangência do Núcleo Chapecó e das Unidades regionais da Empresa em Concórdia e São Miguel do Oeste.

O Programa Celesc Rural prevê duas intervenções principais:
1 - A substituição de redes monofásicas por trifásicas para ampliar a capacidade do sistema elétrico com o que será possível a modernização de maquinários e a adoção (uso) de motores mais potentes para aumentar a mecanização das atividades rurais e possibilitar aumento da produção e dos ganhos;
2 - A instalação de cabos protegidos, para reduzir o número de desligamentos das redes elétricas devido ao contato com a vegetação. Esta ação ocorrerá especialmente nas áreas de grande presença de vegetação próxima às redes elétricas, como regiões de reflorestamento de pinus e eucalipto, uma marca da economia rural do Planalto Norte




Nenhum comentário:

Postar um comentário