quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Crianças aprendem a produzir papel reciclado com cores que vem da natureza

Atividade externa contou com dedicação coletiva de turma matutina na preparação do solo e plantio de flores.

Jornais e revistas antigas, cadernos, livros e documentos que perderam a utilidade, são a matéria prima para a produção de um material muito usado no expediente da escola e que não agride a natureza, o papel reciclado.

O material é resultado das atividades da Escola Socioambiental, uma unidade de contraturno escolar, que ensina ecologia, que funciona na comunidade de Arroio Bonito, no interior de Piratuba.

A professora Cristiane Koch, explica que o passo a passo da criação do material é relativamente simples: Primeiro o material é triturado, em seguida os retalhos ficam de molho em água e após algumas horas é batido em liquidificador até se tornar uma pasta homogênea.

Depois desta, o líquido fibroso é colocado em um tanque, onde os estudantes usam uma moldura para dar forma as folhas que depois de algumas horas de sol estão prontas para o uso.

O colorido das folhas tem sido testado com eficiência, ousadia da professora Cristiane que usa beterraba para conseguir o tom avermelhado e espinafre para tonalizar o papel de verde.

A professora Flávia Koch, que é diretora da unidade, observa que além de educativa, a atividade integra e prepara os estudantes para a vida de uma maneira leve e descontraída, com a suavidade de uma folha de papel.


Por: Ernoy Mattiello – Ascom & Marketing




Nenhum comentário:

Postar um comentário