segunda-feira, 23 de março de 2020

Polícia Militar atende ocorrência de ameaça em Ipira no domingo

A Polícia Militar foi chamada na noite de domingo, dia 22, para atender uma ocorrência de ameaça. No local, eles conversaram com o solicitante e encontraram quatro homens, uma mulher, ela funcionária municipal de Ipira, na varanda de uma casa, com alguns consumindo bebida alcoólica, sem nenhuma prevenção relacionada ao Coronavírus, característica considerada como aglomeração de pessoas, o que está proibido durante o decreto de Calamidade Pública, amplamente divulgado pelos meios de comunicação.

Perguntados se tinham conhecimento sobre o decreto de não se reunir em grupo, todos afirmaram que sim. Dois dos envolvidos inclusive disseram que já haviam sido orientados pelos policiais de serviço durante o dia para evitar aglomeração.

Dois dos abordados vão responder por ameaça e os cinco por desobediência e infração sanitária. Um termo circunstanciado foi confeccionado com data marcada para audiência no fórum da comarca.

Saiba mais
As pessoas que não acatam as ordens do decreto respondem por :
- Infração de medida sanitária preventiva (pena de um mês à um ano de detenção).
- Causar epidemia mediante propagação de germe patogênico (no caso o Coronavírus) (pena de 10 à 15 anos de prisão), podendo ser a pena agravada se ocasionar morte.

Polícia Militar - Presentes e Protegendo!
“Mais do que nunca, vamos para as ruas pela sociedade e não contra ela. Cortesia e paciência infinita para explicar e convencer, serão ferramentas em nossa empreitada”, Coronel Araújo Gomes. (19 de março de 2020)


Nenhum comentário:

Postar um comentário