sexta-feira, 20 de março de 2020

Secretaria de Saúde de Piratuba confirma casos suspeitos de Coronavírus e orienta a população

O comitê gerenciador da crise da pandemia do Coronavírus da Secretaria de Saúde de Piratuba, deu uma entrevista coletiva no início da tarde de hoje, sexta-feira, 20, atualizando os dados do município.

Conforme divulgado pelo Portal Magronada na manhã desta sexta-feira, o monitoramento de casos já estava acontecendo. “Há uma suspeita e mais três casos que estão sendo monitorados em Piratuba. 
Uma mulher, com mais de 40 anos apresentou sintomas compatíveis ao do Coronavírus. Já um jovem, que veio da Europa recentemente, e um casal, estão apenas sendo monitorados. Todos estão seguindo nossas orientações”, destacou o secretário de Saúde Vanderlei Weber. “Nós isolamos as famílias e elas estão sendo monitoradas. Reforçamos o pedido para que todas as pessoas permaneçam em suas casas e evitem andar pela rua. Pedimos que venham no posto só no caso de extrema necessidade. A prevenção é extremamente necessária nesse caso”. 

Weber adianta que a situação é complexa e vai exigir um esforço redobrado das equipes de saúde. “Nossa preocupação é grande com essa doença que pode chegar a qualquer momento no nosso município. Hoje tivemos a primeira suspeita com todos os sinais clínicos de um possível caso de Coronavírus. Reforço que não há motivo para pânico, mas temos que ser realistas, a possibilidade é real”, contou. “O diagnóstico foi apenas clínico. Não foi feito nenhum exame ainda”. O hospital e a Unidade de Saúde de Piratuba não fazem os exames.

De acordo com o médico Sergio Ricardo Ghignatti, há apenas sintomas clínicos nas pessoas monitoradas. “Esses pacientes apresentam todos os sintomas para que se desconfie de possíveis casos de Coronavírus, mas, por enquanto, a gente apenas faz o acompanhamento. Conforme o comportamento clínico do paciente, a gente analisa se encaminha para o exame mais complexo ou não”.

Ghignatti reforçou o pedido das autoridades no sentido de não criar pânico e evitar procurar os serviços de saúde que nãos sejam prioritários. “Não venham no posto por qualquer motivo, pois aqui pode estar a contaminação. Só nos procurem quem tiver todos os sintomas, como dor de cabeça, febre alta, dor de garganta, dor no corpo, diarreia, vômito e dificuldade para respirar” 

Sala de isolamentos

A Unidade de Saúde de Piratuba e o Hospital já estão preparados para enfrentar possíveis casos da doença.  Ambos prepararam salas de isolamento para anteder os possíveis pacientes.

Grupos de WhatsApp de agentes de Saúde

De acordo com a enfermeira Cirene da Silva Carvalho, as agentes comunitárias de saúde criaram grupos de WhatsApp na região em que atuam e informações diárias estão sendo repassadas aos munícipes através deles. “ Solicitamos que os piratubenses acompanhem as informações nos grupos de WhatsApp da saúde de sua microrregião. Estamos passando informações diárias, já que tudo está acontecendo muito rápido. É a melhor forma das pessoas ficarem informadas. No interior também temos grupos criados. Pedimos para as pessoas que são adicionadas ficar nos grupos que isso vai ajudar nesse momento”.

Bombeiros

Os atendimentos do dia a dia, no qual o Corpo de Bombeiros é acionado, serão encaminhados ao hospital, que faz uma triagem e os encaminhamentos cabíveis.

Para os próximos dias

“As próximas três semanas serão decisivas”, pontou o médico Sérgio. “Estamos preparados para o atendimento, mas não há como fazer um planejamento exato. As coisas estão acontecendo com muita rapidez”, completou Weber. O contágio comunitário já foi confirmado em Santa Catarina pelo governador Carlos Moisés, o que preocupa mais ainda as autoridades.

Vacina da Gripe

Cirene reforça a divulgação da campanha da gripe Influenza, que começa na segunda-feira, dia 23. “Vamos montar tendas na rua em frente a Unidade de Saúde para atender as pessoas que estão aptas a tomar a vacina. Reforço que a terceira idade tenha paciência e não venham tudo de uma vez. A ordem será por classificação. Na dúvida entrem em contato com o posto para saber como está a fila. Se houver acumulo de pessoas teremos que mandar alguns embora. Todo o cuidado é pouco. Tem vacina para todos”.

Dúvidas – esclarecimentos - 3553 0212



2 comentários: