segunda-feira, 29 de junho de 2020

Colegiado de Educação da Amauc realiza reunião virtual para encaminhamentos sobre a volta às aulas

Vários pontos ainda precisam ser definidos para que os alunos possam retornar às escolas

Os secretários de Educação dos municípios da Amauc se reuniram na manhã de sexta-feira, dia 26, para tratar de um possível retorno das aulas presenciais, sendo que já se sabe que será por etapas, parcial e mediante liberação dos órgãos oficiais, principalmente os ligados a saúde, em função da Covid-19. O encontro do Colegiado de Educação da Associação aconteceu por videoconferência coordenado pelo consultor de educação da Amauc, Humberto Dalpizzol e assistente social da associação, Neusa Poletto Pucci.

Neusa destacou que neste momento será preciso encontrar alternativas para o retorno, sistematizando as ações adequadas ao contexto. “O colegiado em suas reuniões virtuais tem possibilitado através de informações técnicas e troca de experiência entre os municípios uma excelente forma de apoiar os gestores em suas ações durante a pandemia do covid-19. Serão muitos os desafios que virão, mas através de ações articuladas e planejadas a política da educação poderá alcançar ainda mais excelência”, ponderou.

Para o consultor Humberto, são várias as ações encaminhamentos e definições que precisam acontecer antes da retomada presencial das aulas. “Estamos pensando o protocolo de retorno de forma estadual, para isso foi criado o comitê de retomada das aulas presenciais em Santa Catarina, participam das discussões representantes da FECAM, UNDIME-SC, Ministério Público-MPSC, Tribunal de Contas-TCESC, Conselho Estadual CEE-SC, Secretaria Estadual de Educação SDE-SC, Defesa Civil-SC, Secretaria de Estado de Saúde- SES-SC; Fundação Catarinense de Educação Especial-FCEE, além de outras entidades como o sindicatos de Escola Particulares–SINEPE e dos trabalhadores em educação de SC (SINTE)”, destacou.

Foram repassadas informações aos secretários referentes aos assuntos deliberados na última reunião do Colegiado Estadual Educação da FECAM, que teve enfoque especial à Lei Complementar n°173 de 27 de maio de 2020. Apresentação do documento da Undime Nacional, subsídios para elaboração de protocolos de retorno às aulas na perspectiva das redes municipais de educação. E fluxo de ações sobre a busca ativa, mobilização, orientação e motivação dos alunos das atividades não presencial. 

Por fim, os secretários de Educação compartilharam as experiências de cada município na estruturação das atividades do processo de ensino-aprendizagem e estratégias de enfrentamento para o período.

Fonte: Fabiola Bassi Bordin / Ascom Amauc



Nenhum comentário:

Postar um comentário