terça-feira, 8 de setembro de 2020

Com o Parque Termal funcionando, Turismo volta a respirar em Piratuba

Movimentação do fim de semana e do feriado animou empresários que dependem do setor

Depois de aproximadamente seis meses de portas fechadas, em função da pandemia do Coronavírus, o Parque Termal de Piratuba foi reaberto no último sábado, dia 05. A movimentação de turistas não foi a mesma que o município era acostumado a ver em um fim de semana acompanhado de feriado, mas foi possível observar um cenário diferente do que era registrado desde o início da quarentena. A reabertura foi baseada em um decreto municipal, publicado na tarde de sexta-feira, dia 04.

Os turistas ainda não podem usufruir de toda a estrutura do complexo turístico. Apenas 30% da capacidade do Parque Termal foi liberada. Outras medidas de prevenção à Covid-19 também estão mantidas. “Foi um atendimento muito bom no fim de semana, todos colaboraram e entenderam que para funcionar, é necessário respeitar as regras. Nossos funcionários foram orientados e são responsáveis pelas medidas preventivas. Fiscais, guarda-vidas, serviços gerais, a direção, ou seja, todos estão auxiliando, circulando pelo Parque, fiscalizando e orientando as pessoas”, conta o diretor presidente da Companhia Hidromineral, Jair Gomes. 

Segundo ele a Companhia está observando todas as medidas exigidas pelos órgãos de saúde. Há álcool em gel disponível em vários pontos, placas de orientação e aferição de temperatura. “Todos que acessam o Parque passam pela aferição de temperatura e recebem orientações. Percebemos que o turista está respeitando e usando máscara. Na piscina estão seguindo as normas e mantendo o espaço de 1,5 metro, sem que haja aglomeração”, destaca Gomes. “Nosso complexo superior, que é o que está liberado, tem três mil metros quadrados no total. Os turistas que estiveram no Parque no fim de semana não ocuparam nem os 30% de espaço disponível, já que a movimentação não foi apenas em um horário, ela foi distribuída ao longo do dia, entre 08h e 18”h, registra o diretor presidente.

O anúncio de que o Parque Termal seria aberto, mudou também o cenário para os meios de hospedagem de Piratuba. “O feriado da Independência movimentou a rede hoteleira e praticamente todos os hotéis operaram e reabriram a hospedagem. Mas claro, diante da pandemia, os empreendimentos tiveram que se adequar às exigências, respeitando todos os protocolos exigidos. Todos que funcionaram, trabalharam com apenas 50% da capacidade de ocupação”, relata o presidente da Associação dos Hotéis de Piratuba, Valter Schäfer. “A reabertura do Balneário foi crucial para a retomada do Turismo, considerando a importância do Parque Termal para a cidade. Prova disso, foi o bom movimento que ocorreu durante o feriado, onde todos os setores puderam atuar. Acreditamos em um retorno gradual e adequado à nova realidade”, destaca ele.

Quem também comemorou a reabertura do Parque Termal foi o comércio. O presidente da CDL de Piratuba, Juliano de Oliveira, destaca que, mesmo que tímida, a movimentação de turistas colaborou com os lojistas. “Observamos um bom movimento na cidade, se comparado com o período em que o Parque estava fechado e a movimentação era quase zero. Então, a CDL avalia como positivo o fim de semana, pois a circulação de pessoas deu uma reanimada no comércio”, garante. “A gente registra também, que todas as lojas estão seguindo as normas da Vigilância Sanitária, evitando aglomeração, exigindo o uso de máscaras, disponibilizando o álcool em gel, não autorizando o uso de provadores, entre outras normas. Também vale lembrar que não há casos de Covid-19 em Piratuba relacionados a turistas, ou seja, o visitante pode viajar que é seguro, estamos tomando todos os cuidados”, convida Oliveira.

Com o movimento de turistas, também houve demanda em restaurantes e lanchonetes. “O Balneário aberto deu vida ao município, nós, que estávamos acostumados com pouco movimento, tivemos até um certo “apuro” para atender os visitantes. Foi muito bom, pois a gente vinha sofrendo para manter a estrutura do restaurante com a queda de clientes, em função da pandemia”, conta o proprietário do Restaurante Sulavinho, Marcos Andreolla. “Conseguimos atender a todos,  e respeitando as normas exigidas pela Vigilância Sanitária. As mesas, por exemplo, foram afastadas e só permitimos que usassem a mesma, pessoas de uma mesma família”, conta ele.

A Vigilância Sanitária de Piratuba e a Polícia Militar também ficaram atentas ao movimento de turistas na cidade, em função da reabertura do principal atrativo turístico do município. “Ainda na sexta-feira, dia 04, antes da reabertura do Parque Termal, nos reunimos com representantes da CDL, dos meios de hospedagem, da Companhia Hidromineral, Polícia Militar e outros setores, para repassar orientações. Solicitamos a todos que cumprissem os protocolos de enfrentamento e prevenção ao Coronavírus. Detalhamos, mais uma vez, todos os cuidados necessários para evitar problemas. Definimos que cada estabelecimento tenha um responsável para a exigência dos protocolos. Reforçamos a obrigatoriedade do uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento. 
Também solicitamos que os meios de hospedagem façam a limpeza dos quartos e demais ambientes, conforme as normas de prevenção, além de aferimento de temperatura e tenham informações sobre os hóspedes, que garantam que eles não estejam com a Covid-19”, conta o fiscal da Vigilância Sanitária, Soeliton de Oliveira. “Não recebemos nenhuma denúncia no fim de semana e no feriado de 7 de Setembro, então acreditamos que o pessoal, tanto de Piratuba, como de fora, seguiu as normas”, relata ele. “A Vigilância segue acompanhando, orientando e trabalhando junto com a Polícia Militar para garantir a segurança e a saúde das pessoas que atuam aqui e das que nos visitam. Em caso de descumprimento das regras, solicitamos que as pessoas denunciem, através do 190”, ressalta o fiscal.

A pandemia e a paralisação das atividades

O Parque Termal foi fechado em março, no início da pandemia. Depois de quase quatro meses fechada, a estrutura foi reabertura no dia 11 de julho, através de um decreto municipal. No dia 25 do mesmo mês, o Ministério Público solicitou a paralisação das atividades da empresa, através de uma liminar. A promotora da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Capinzal, Karla Bardio Meirelles, sustentou na ação, que o decreto do Município de Piratuba que autorizou o funcionamento do Parque Termal, contrariava o disposto em decreto estadual, que prevê medidas preventivas na região do Alto Uruguai, da qual Piratuba faz parte. A direção da Companhia Hidromineral recorreu da decisão, argumentando que os casos de Covid-19 confirmados em Piratuba e na região, não são relacionados ao turismo do município. Os comerciantes também se manifestaram através de uma carreata, organizada pela CDL, dias após o segundo fechamento.

Cristiano Mortari/ Jornal Comunidade

Companhia Hidromineral

Nenhum comentário:

Postar um comentário