quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Saretta diz que a falta de médicos legistas na região da AMAUC é revoltante

O deputado Nerodi Saretta disse, durante a sessão na Assembleia Legislativa, que a falta de médicos legistas para atender no IML de Concórdia, deixou de ser uma novela para virar um “seriado de mau gosto que parece não ter fim”. O deputado relatou que mais uma vez o IML está sem legistas, já que as duas médicas estão afastadas por problemas de saúde.

Saretta disse lamentar pelas famílias que precisam aguardar horas e horas pela liberação de falecidos. “Essa situação abala a saúde psicológica das famílias que, mesmo tendo que lidar com dor da perda de um ente, precisam prolongar o sofrimento, por conta da falta de médicos legistas”.

Essa questão da falta de legistas em Concórdia, onde o IML atende 14 municípios da AMAUC – Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense - se arrasta por anos e, não é primeira vez o deputado se manifesta, apelando para que o Estado dê mais atenção a esta questão. “Há anos venho falando sobre isso, fazendo apelos ao Estado, mas parece que de nada adianta. Até quando vamos ficar sem médicos legistas em Concórdia? Até quando os IMLs terão que se desdobrar, já que também não há auxiliares suficientes para ajudar no atendimento? ” Questiona o deputado.

Saretta citou dois exemplos de descaso com as famílias: um deles aconteceu em Concórdia, que está sem médico legista, onde uma família precisou contratar uma funerária particular para trasladar o corpo para necropsia no IML de Chapecó. Conforme informações repassadas ao deputado, um familiar da vítima precisou ser o auxiliar na necropsia. “Isso é certo? É humano? Essa não é a função do familiar e nem obrigação dele ajudar na necropsia. Isso é obrigação do Estado e o Estado não está cumprindo. É revoltante o que está acontecendo”, desabafa Saretta.

Na semana passada o corpo de um agricultor de Lindoia do Sul, que faleceu após a queda de uma árvore, ficou horas no local do acidente aguardando o IML que só chegou após as 23 horas. “Foram horas e horas de dor e desespero”.

Saretta lembrou que esses não são casos isolados e não é a primeira vez que falta médico legista em Concórdia. Por isso, ele encaminhou mais uma indicação ao Secretário de Estado da Segurança para que seja tomada uma providência imediata e para resolver essa situação. “É um desabafo que faço em nome das famílias que ficam na angústia, esperando horas e horas para ver um corpo liberado, ou quando não tem que ir para outra cidade, como aconteceu. Isso é revoltante e é preciso que tenha uma solução para isso o quanto antes”.


Susana Rigo


Susana Rigo


Nenhum comentário:

Postar um comentário