quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

Polícia Militar de Capinzal atende várias ocorrências nas últimas 24 horas

Por volta das 10h20, de quarta-feira, dia 23, a Polícia Militar realizava rondas no São Cristóvão, em Capinzal. Ao se aproximar do ponto de ônibus, próximo ao trevo de acesso ao Contorno Viário, visualizou algumas pessoas em atitude suspeita, logo que avistaram os policiais, elas desviaram olhares e guardaram algum objeto rapidamente nos bolsos. 

Foi realizada a abordagem, sendo que três foram até o ponto de ônibus para fumar cigarro comum. Ainda durante o procedimento, passou próximo dos policiais, um outro jovem, foi solicitado que também colocasse as mãos na parede, pois colocaria em risco o local da abordagem. Ele ficou indagando os militares com arrogância, sarcasmo, além de não acatar a determinação, mesmo insistindo, a ordem foi ignorada, então foi colocado em posição de abordagem, quando caiu uma carteira de cigarro das mãos dele, no qual foi constatado que tinha um cigarro de maconha. O ilícito foi apreendido e pesou 0.8 gramas. Um boletim de ocorrência foi confeccionado e expedida guia de comparecimento junto ao juízo da Comarca de Capinzal.

No período da tarde, a Polícia Militar confeccionou um termo circunstanciado, a respeito de um crime de difamação proferido contra policiais. A ofensa a honra da corporação e dos próprios militares envolvidos, ocorreu por meio de um comentário em uma publicação de uma rede social, em que a imprensa divulgava o relatório diário das ocorrências. A parte autora deverá comparecer em juízo na data e hora marcada.

Por volta das 21h15, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de dano na Rua Presidente Nereu Ramos, em Capinzal. Os policiais encontraram uma mulher chorando em um ponto de ônibus. Ela relatou que estava assustada, pois soube que o carrinho de bebê havia sido arremessado no córrego, por outra mulher. A criança não estava no momento da ação, e na chegada dos policiais estava sendo cuidada por populares. 

Os policiais acionaram o Corpo de Bombeiros para avaliar a bebê e a mãe, devido o estado emocional abalado. Os militares pegaram depoimento e recolheram o carrinho que estava no córrego. Um boletim de ocorrência foi confeccionado.

Por volta da 00h30, desta quinta-feira, dia 24, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de dano e lesão corporal, no Loteamento Universitário, em Capinzal. 

Os policiais conversaram com a mulher, que informou que teve uma discussão com o companheiro, em decorrência do fato, ela foi ofendida, em seguida agredida, sendo jogada no sofá, ainda, foi informado que ele danificou um guarda roupas. O autor não estava mais no local.

Os policiais expediram a guia de requisição de dano e de exame de corpo de delito. Um boletim de ocorrência foi confeccionado.

Por volta da 01h30, a Polícia Militar em rondas em Ouro, encontrou um homem, sendo de conhecimento que possui algumas medidas cautelares diversas da prisão, sendo que deveria recolher-se em sua residência das 20h às 06h, não frequentar bares, baile e similares, nem se apresentar embriagado em público. Porém, a determinação foi ignorada por ele. Um boletim de ocorrência foi confeccionado, para levar até o conhecimento da autoridade competente o descumprimento das determinações judiciais.

Por volta das 02h, os policiais realizavam em rondas em Capinzal, e encontraram um outro homem, sendo de conhecimento que possui algumas restrições de circulação mediante horário estabelecido, o qual deveria recolher-se diariamente das 22h às 06h, permanecer em seu domicílio nos finais de semana, não se afastar da comarca, comparecimento mensal em juizo, proibição de frequentar bares, casa de prostituição e ambientes similares. Um boletim de ocorrência foi confeccionado para levar ao conhecimento da autoridade competente o descumprimento das determinações judiciais impostas.

Foto: Polícia Militar


Nenhum comentário:

Postar um comentário