terça-feira, 23 de março de 2021

Estiagem e ataque da praga “cigarrinha” preocupam setor agrícola de Ipira

Em reunião virtual na segunda feira, dia 22, a comissão de Defesa Civil do município de Ipira discutiu a situação da estiagem e do ataque da praga cigarrinha que afeta a produção agrícola. De acordo com o laudo técnico produzido pelo escritório da Epagri em Ipira, a situação é atípica e preocupante. 


O documento relata parte dos problemas no município. “No segundo semestre do ano passado, quando foi feita a semeadura do milho, houve problemas na germinação devido à falta de chuvas. Em janeiro houve excesso de chuva e consequentemente a falta de luminosidade solar, o que gerou na plantação de milho um crescimento exagerado, afetando a qualidade da produção”. 

 

A Epagri registrou, pela primeira vez na região, a alta incidência de cigarrinha Dalbulus Maidis, uma praga que transmite doenças para as plantas de milho, comprometendo o desenvolvimento da planta. “Estima-se grandes perdas no cultivo de milho, soja, feijão e produção de leite, em montante superior a 8 milhões”, diz o relatório. 


O prefeito Marcelo Baldissera, que coordenou a reunião, estuda com a equipe municipal, as ações para amenizar a situação. “Além de todas essas questões apontadas pela Epagri, esse ano tivemos escassez de chuva, fazendo com que as lavouras e pastagens fossem novamente afetadas. Nosso município tem na agricultura uma das principais atividades econômicas e vamos analisar com cuidado o que pode ser feito”, explicou.


Os decretos municipal e o estadual, que tratam da situação de emergência, ainda estão em vigência, possibilitando que a administração municipal conceda incentivos parciais e até totais de serviços, aos agricultores.


AsCom Ipira



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Procure sua notícia