segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

CDL de Piratuba cobra de Prefeitura, ações e investimentos no Turismo

 A Covid-19 continua castigando inúmeros setores da economia, e consequentemente, as empresas e pessoas que dependem deles. Piratuba, que tem no Turismo a maior geração de emprego e renda, sofre com a baixa movimentação desde que a pandemia começou. Porém, a Câmara de Dirigentes Lojistas, a CDL, também acredita que falta iniciativa do poder público do município contribua para o cenário negativo. O presidente da entidade, Juliano de Oliveira, está solicitando ações das autoridades e apresentando sugestões.


Oliveira lembrou que o Turismo é o "carro chefe" da economia de Piratuba. "A baixa procura e a movimentação ainda tímida, nos preocupa. A gente sabe que isso não acontece só aqui e também entendemos que isso é reflexo da pandemia, mas é hora de agir, planejar, pensar em ações de retomada", destacou. "Já realizamos uma reunião com integrantes do poder público e também estive na Câmara de Vereadores, para apresentar o cenário, pois falta incentivo da Administração ao Turismo", reclamou o presidente.


Juliano comparou valores investidos pela Prefeitura e cobrou que o Turismo não tem o mesmo "tratamento" que outros setores. "Os dados mostram que a Prefeitura investiu, no ano passado, quase R$ 9 milhões em Agricultura e na Infraestrutura. Já no Turismo, só cerca de R$ 400 mil. Não estou dizendo jamais, que os outros setores não necessitam ou não merecem investimentos, mas o Turismo precisa ser tratado da mesma forma", ressaltou Oliveira. "Hoje o Turismo de Piratuba emprega mais de 1.300 pessoas, direta ou indiretamente, ou seja, é o setor que mais emprega aqui e isso reflete inclusive no município vizinho de Ipira, já que muitas pessoas de lá trabalham em empresas ligadas ao Turismo de Piratuba", argumentou Juliano.


Oliveira destacou que não fez apenas cobranças, mas levou sugestões aos vereadores e administradores. "Apresentamos uma proposta de calendário de eventos e sugerimos melhorias na infraestrutura turística com a criação de praças, mirantes, uma marina no Lago da Usina Machadinho e ainda um planejamento para o nosso Turismo", contou. "Hoje a disputa entre as cidades turísticas é muito grande e não vemos nenhuma campanha de publicidade por parte da Prefeitura, divulgando nossa cidade e convidando o turista para retornar a Piratuba. As últimas ações neste sentido foram da CDL e Associação de Hotéis, com duas campanhas, e uma da Companhia Hidromineral ainda no ano passado. Nosso Parque Termal ainda está em reformas e a parte que está aberta, não pode operar com 100% da capacidade, em função das normas restritivas da Covid-19", lembrou Oliveira.


O presidente da CDL ressaltou a importância de ações imediatas e alertou as autoridades. "As vendas caíram no mínimo 40% no comércio local. Conversei com pessoas que atuam nos hotéis e as reservas para os próximos meses são poucas. Isso tudo é preocupante, empresas ligadas ao Turismo precisam pagar as despesas e funcionários. Se continuarmos nesse ritmo, a perspectiva é muito ruim, empresas vão fechar as portas", lamentou.


A secretária de Turismo, Luci Turra Dias, garantiu que as sugestões apresentadas pela CDL serão avaliadas. "Todas serão analisadas pela Secretaria, inclusive algumas já fazem parte do nosso planejamento, então acredito que é possível sim, dar esse apoio para a retomada. Mas, a Secretaria de Turismo nunca esteve de braços cruzados, sempre estivemos preparados para a possível retomada, já tínhamos eventos e ações planejados, mas com essa pandemia, que é mundial, não foi possível", explica a secretária. "Mas temos ações previstas e a mais forte delas será uma divulgação turística, um plano de marketing inovador para nossa cidade, que devemos colocar em prática em breve", adiantou Luci.


Cristiano Mortari/ Rádio Aliança


ArtVisual


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Procure sua notícia

Mais acessadas