Mulher natural de Capinzal é presa em São Paulo por envolvimento no roubo ao banco em Criciúma - Magronada

Procure sua notícia

Mulher natural de Capinzal é presa em São Paulo por envolvimento no roubo ao banco em Criciúma

Duas pessoas foragidas pelo roubo ao Banco do Brasil em Criciúma em novembro de 2020 foram presas pela Polícia Civil. Uma mulher de 28 anos, natural de Capinzal, e um homem de 41 anos, natural de Sorocaba, foram presos na segunda-feira, dia 17, em Votorantim, em São Paulo.

A dupla foi localizada pelos policiais em um condomínio de alto padrão, em Votorantim, em que estavam morando. O homem já tem antecedentes por crimes de extorsão mediante sequestro e porte ilegal de arma de fogo em São Paulo. Já a mulher, trabalhava para ele. Eles viviam em Penha na época do roubo. 

No momento da abordagem, o homem tentou escapar e resistiu à prisão, porém, foi contido pelos policiais. A dupla foi transferida para Santa Catarina e responderão juntamente com os demais réus ao processo. 

O roubo ao Banco do Brasil ocorreu na noite do dia 30 de novembro de 2020 em Criciúma. Em março deste ano, a Polícia Civil indiciou e o Ministério Público ajuizou ação criminal contra 16 pessoas por organização criminosa. Elas tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça, na primeira fase das investigações, reunindo informações coletadas por todas as forças de segurança.

A ação foi da Delegacia de Roubos e Antissequestro (DRAS) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC) e contou com o apoio da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil (DIPC/PCSC). As diligências em São Paulo contaram com o apoio da 5ª Delegacia de Roubo a Bancos, da DEIC/SP. As investigações prosseguem para alcançar todos os responsáveis pelo crime.

Foto: Polícia Civil


Postagens mais visitadas

Wikipedia

Resultados da pesquisa